quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015



LÁGRIMAS E PALAVRAS

Caiu uma lágrima
e transformei-a numa letra
Veio uma segunda
e juntei-a à primeira
Lágrimas de dor
jorram como de uma torneira
e com tantas letras ao dispor
não tive qualquer problema
em juntar uma e outra,
formar palavras com cor
e compor uma bela poesia
secando a tristeza
e enchendo o coração de alegria.
Criei versos de encantar
com temas que dão sentido à vida,
casei-os com muito carinho
porque queria uma batalha ganha
não uma guerra perdida
E com as letras que sobraram
formei o teu nome
e como purpurinas
espalhei-as e abrilhantei o poema
feito de lágrimas de dor
transformadas em palavras de amor.

Helena Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário