sexta-feira, 25 de julho de 2014

NÃO HÁ FÉRIAS PARA O AMOR

Vou de férias…
Na praia quero me bronzear
Tomar banhos de mar e relaxar
Construir castelos na areia
Que a onda vem e leva
Mas sempre vi a vida
De mim tudo levar
É verdade que não sei nadar
Mas isso não me impede
De o mar saborear
É inexplicável o prazer que sinto
Quando o frio da água me domina
Poro a poro
E me entrego ao seu sal
Que do meu corpo se torna dono
E a ele me abandono
O sol tem o seu “quê” de encantador
Arranca sorrisos rasgados
Seja de quem for
O mar tem o mistério, a magia
Com o seu cheiro a maresia
E o seu porte altivo e sedutor
Deixa qualquer coração sensível
A desejar que uma onda
Lhe traga um verdadeiro amor
Vou de férias…
Mas para o AMOR
Estarei sempre de plantão
Não quero privar o meu coração
De viver um escaldante
AMOR de Verão!

Helena Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário