sexta-feira, 18 de julho de 2014

SOU FRACA

SOU MESMO FRACA
tão fraca que,
penso em ti e um vulcão apodera-se do meu corpo
perco o controlo de mim
e toda eu me contorço para acalmar esse fogo
que me queima as entranhas e deixa um gosto a mel
no fim
SOU MESMO FRACA
mas não uma fraqueza que me debilite
é uma fraqueza que me faz caminhar com firmeza,
encarar a vida sem pestanejar
e que me leva a acreditar
na grandeza de valores
das pessoas que me são especiais
SOU MESMO FRACA
e essa minha fraqueza
permite-me viver aluada, num mundo de fantasia
onde tudo é luz, cor e alegria
A vida passa a correr
e se me preocupar com imbecilidades
não terei tempo de a viver
SOU MESMO FRACA
não sei o que é certo ou errado, no amor
só sei que dele dependo sem qualquer pudor
e não me vejo sem amar.
Contra-indicações? Há muitas, mas não as leio,
simplesmente amo.
SOU MESMO FRACA
e de tão fraca,
os meus sentimentos entram em ebulição
a minha alma voa na esperança de encontrar a tua
e todos os dias olho para a Lua
rezando para que traga alguma mensagem
e me faça sentir que não foste
uma miragem.
SOU MESMO FRACA
e amar-te sem condição
faz da fraqueza a minha fortaleza
onde se espraia o meu coração.
SOU MESMO FRACA
e foi nessa fraqueza
que encontrei força para suportar
a dor tua ausência
acreditando que o melhor a seu tempo virá
é só esperar.

Helena Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário