sexta-feira, 5 de setembro de 2014

ESTA TAMBÉM SOU EU

Só me demoro onde me sinto bem
Só me faço acompanhar, por quem me quer bem
Não me imponho a ninguém
Não preciso de PIN, sou de livre acesso, só exijo que me respeitem
Digo o que penso e o que sinto, não sou de rodeios nem floreados, o meu precioso tempo não é para ser perdido, mas sim aproveitado.
Também sei escutar e sou boa a observar
Adoro brincar….quase na menopausa e continuo criança
Gargalhar? Do que faço, é o que mais prazer me dá. Sim, mesmo quando a vida insiste em me tramar. Teimosia? Não, puro mau feitio, não sou fácil de dobrar.
Defeitos??? Correm-me nas veias, não vivo sem eles.
Amiga????Sou daqueles que me enchem a alma e também me torram a paciência
Mas para mim, a amizade é isso mesmo, o doce e o amargo.
Os que estão a quilómetros de distância e raramente nos vemos e quase nem falamos, são tão amados como os que me beijam e abraçam todos os dias. É o que chamo de amizade correspondida. Todos sabem onde e como me encontrar e principalmente…com o que contar!
Digo que gosto com a mesma facilidade com que digo que não gosto. Por isso, considero os meus poucos amigos uns heróis. Nem todos me engolem sem precisar de sais de fruto, para digerir. Só os que me ouvem e sabem que eu os oiço, mesmo que o assunto não me agrade e não concorde. Se temos todos o direito de falar, logo, temos a obrigação de ouvir e respeitar. Cada um…é como cada qual…evidentemente! E se tivéssemos isso presente, seria tão fácil convivermos com toda a gente.

Helena Santos

2/09/2014

Sem comentários:

Enviar um comentário