sábado, 18 de janeiro de 2014

PURA MAGIA

Ofereci um olhar
ganhei um “olá”

toda eu tremi
Mantive o olhar
e um sorriso
não se fez esperar
Respondi com outro sorriso
e senti-me no paraíso
Convidou-me a entrar
e aceitei sem hesitar
Depois da porta se fechar
nem tempo tive
para ao espaço me ambientar
As mãos eram enormes
quentes ágeis hábeis
e habituadas a explorar
Uns lábios carnudos
e uma boca pronta a levar-me
para além da excitação
Por falta de tempo
rebolámos no chão
Sem roupa
foi só dar asas à imaginação
e alimentar o desejo
que se apoderou de nós
Se era exímio na sedução
era perito na concretização
Tantas vezes subi às nuvens
e sempre que descia
algo melhor me esperava
e o meu corpo se rendia
A mistura de suores
embriagava-nos os sentidos
e entregava-nos ao prazer
que parecia não ter fim
Com os gemidos eu enlouquecia
com os gritos ele se perdia
O momento era de pura magia
e em simultâneo
saboreamos o que a vida nos oferecia.

Helena Santos

Foto net

Sem comentários:

Enviar um comentário