terça-feira, 4 de dezembro de 2012

A esperança não murcha, ela não cansa, também como ela não sucumbe a crença. Vão-se sonhos nas asas da descrença, voltam sonhos nas asas da esperança.
Augusto dos Anjos
 
Muito Amor, Harmonia, Inspiração e Poesia!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário