sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Quero pintar-te

Quero pintar teu sorriso,
Mas pintor nunca serei
Não possuo o que é preciso
De telas e cores nada sei

Queria captar esse traço

Essa sombra aí no canto,
Essa magia, esse encanto
Esse falso embaraço...

Mas não percebo de telas

Não sei usar o carvão
Nem tampouco aguarelas
...e falta-me a precisão

Queria tanto conseguir

Mas não sei como se faz
Nosso beijo colorir
...a magia que ele traz

Mas pinto-te com ilusão

Invento uma nova cor
Uso guaches de coração
E pinceladas de amor

Como pintor sou um fracasso

Mas pinto-te só para mim
Neste poema que faço
Ao ver-te sorrires assim

Paladino Das Estrelas
 

Sem comentários:

Enviar um comentário