sexta-feira, 30 de novembro de 2012

TEMPO esquecido
Enquanto o sol espreita
As estrelas brilham na noite
E acompanham a lua

Tu estarás sempre á procura
Do que não procuras

Acreditas, não querendo


Esperas, não esperando

Ao compasso de um tempo
Que corre apressado

Confuso por entre tantas flores

Que atravessam o teu jardim
Ficas parado, deixando o tempo passar
Indeciso sem saberes o rumo a tomar

E o tempo vai passando…

Esqueces que tudo o que foi, passou
E se nada fizeres…
Será um tempo que voou
Por entre sonhos, lembranças e emoções

Tudo se perde por uma indecisão

Entre sonhos vagos e mortais
Entre o passo que se dá
Não querendo aceitar o seu rumo

Esqueces…

Que nada acontece por acaso
Entre o teu mundo real e ilusório
Ele é real, existe
Está ali tão perto de ti
E apenas tu não vês, não queres ver
O tempo que espera por ti….

Se nada fizeres…

Chegará um tempo em que se esgota
Voará pelo infinito recolhendo às estrelas

E perdes o melhor que os Deuses têm para ti

Carla Gomes 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário