sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Quero

Ver aquilo que desejo
Tudo que quero ser
O que me convém

Sem pensar em ninguém...
Desnuda do olhar
Devoras-me
Deixa a tentação
Levar-me
No aconchego
Da paixão...
Não posso
Mas quero
Queres-me
Tens-me...
Basta um gesto
Sem palavras
No silencio
Um arrepio...
Tua boca atrevida
Teu cheiro
Um desejo contido
Um prazer
Um gemido...

Irá Rodrigues 
 

1 comentário:

  1. amiga que orgulho entrar e ver meu poema nesse espaço belissimo... beijinhos e muito obrigada por todo carinho...

    ResponderEliminar