terça-feira, 18 de setembro de 2012

beleza estonteantemente
imaculada
cabelos fogo
que imolas teu corpo
assentada estás
deixando transparecer
o suave seio
com que alimentarás vida
rara pulcritude
num misto de vermelho
e creme ameno da tua pele
que suavemente acaricio
com minhas rudes mãos
nesta perfeição chamada
de imaginação
contornos pintados por um pincel
cujos pelos se unificaram
para delinearem linhas perfeitas
de costas te postas
escondendo o pudico
que de frente escondes
apartando os cabelos
miras a espera de alguém
que tarde em vir

jorge morais
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário