segunda-feira, 6 de agosto de 2012

...DANÇA...

Dança o sol sobre o mar
é hora das sombras gigantes
arrasto na areia o caminhar

na água uma estrada de brilhantes,
por razões que a alma desconhece
a paz e ângustia se misturam
entre um ranger de dentes e uma prece
ondas de espuma, rendas que não duram...
A serra ainda espreita lá do alto
colhendo beijos do sol que adormece
numa paixão que deixa, em sobressalto,
um coração que ainda se enternece!
Nuvens são bordados de algodão
rendilhados na linha do horizonte,
as cores se entrelaçam e se dão
com audácia constroem uma ponte...

LLobo
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário