segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Amanhecer pelo fim da tarde, ou…

Estou


Estou, invariavelmente, a começar a escrever uma “nova página”! Cada dia...

Cada dia, novos velhos mundos se inventam vidas, anseios e esperanças à compita, palavras se baloiçando à espera da tinta que as eternize, ou mate, ou faça renascer! Ou, simplesmente, irreversivelmente, se tornem passado, esse já não ou nunca mais, esse irremediável, trágico ou cómico, porque definitivamente “encerrado”!...


Estou sempre a acabar de escrever uma “nova página”! Cada dia…


Estou, em cada dia, a reinventar-me, irremediavelmente, ao escrever uma nova “página”!


Estou…


Joaquim do Carmo


2 comentários:

  1. Grato, Helena, por ter publicado aqui também este meu texto!
    Penso que não conhece ainda mas, se tiver curiosidade, convido-a e aos seguidores deste blogue, a visitar o meu blogue "in_er_te" (http://joaquimdocarmo.wordpress.com/)
    Beijinho de parabéns pelo bom gosto que enforma este espaço!
    Joaquim do Carmo

    ResponderEliminar
  2. Obrigada pelo mimo, simpático Joaquim. Beijos

    ResponderEliminar