segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

TU POETA

Há luz no teu olhar
No teu coração, bondade
Alma leve como uma pena
Que te inspira para divinos poemas
Escreves como ninguém
Por que escondes o talento que tens?
Crias versos com ternura
Pintas mágoa e tristeza
E do amor não descuras
Assim é a tua natureza
Bebes humildade e simplicidade
E a amizade é a tua bandeira
Sabes do que és capaz
Tens o dom da escrita
Mas nem sempre isso te satisfaz
Solta as amarras
Poeta das palavras mágicas
Não sou eu quem o diz
Mas quem te conhece de raiz
Não deixes de escrever o que sentes
E espalhar como belos presentes
A quem te lê e se extasia
É isso que te alimenta e te faz feliz!


Helena Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário