terça-feira, 13 de janeiro de 2015

CORAÇÕES FECHADOS

Os corações fechados
Amargurados
Amanhecem empedernidos
Sem tino, sem Norte
Acabam perdidos
Entregues à má sorte
Que não é de sina
Mas de quem quer
Mostrar-se forte
Sem o ser
Recusam-se amar
Foram amados
Mas o amor rejeitaram
Simplesmente
Por medo de sofrer.


Helena Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário