segunda-feira, 3 de março de 2014



 HOJE

O dia hoje sorriu para mim
E pensei: Por que não retribuir?
Eu até sou recheada de sorrisos
E apesar da chuva ele está tão bonito
Ou será dos meus olhos?
Do meu coração?
Que importa?
Virei-me para ele e exibi o meu melhor sorriso
De repente enviou um beijo
Beijo?
Será dos meus olhos?
Ou do meu coração?
Que importa?
Por que não retribuir,
Um gesto tão terno?
Apesar de estar frio
Até gosto de beijos fresquinhos na minha face
E quando perguntei ao meu coração o que sentia,
Qual a razão de tanta doçura, respondeu:
Sinto que perdi a tristeza e a dor
De caminhos de espinhos que percorri
E hoje, talvez por ser hoje
Desabrochou na minha mão
Uma colorida flor
A tal da felicidade e da harmonia
E me transformou num jardim de Alegria
Onde a maior flor, é o AMOR.

Helena Santos

Foto net






 ESTAR EM TI

Queria ser o teu espelho
E todos os dias para ti olhar
As tuas mãos macias
Que te tocam constantemente
A roupa que em ti vive colada
Se aquece com o teu calor
E se inebria com o teu odor
Queria ser a água que te banha
Escorrendo pelo teu corpo
Deixando gotas
Nos sítios mais recônditos
O sabonete que em ti desliza
Sem fronteiras
E o creme com que hidratas a tua pele
Com gestos tão delicados
A tua escova queria ser
Para os teus cabelos pentear
O que me daria enorme prazer
Se fosse o teu copo tantos beijos iria receber
O que eu queria mesmo
Era tudo SER
Para em ti
Sempre ESTAR.

Helena Santos

Foto net





 JÓIA RARA

REJEITANDO o frio
mas querendo subir ao monte,
mergulhei meu corpo
no verde azeitona dos campos a florescer
porque de ti não consigo esquecer
e aqui no alto te sinto mais perto, mais meu
DESPREZANDO o vento
que fustiga a minha pele,
caminharei serena e aqui e acolá
flores mimosas irei colher,
para mesmo em pensamento
tas poder oferecer
INDIFERENTE aos nomes
às cores e ao perfume,
um belo arranjo vou preparar,
afinal, flores do campo são especiais
e para ti, meu amor,
o melhor nunca é demais
Condenada ao SILÊNCIO
que já me engravidou a alma,
por breves momentos fiquei
quieta, calma, a ouvir o nada
o mesmo nada, a que já me habituei
Descendo o monte
algo de novo notei em mim
e excitada, tropecei e por ali abaixo rebolei
só parando quando a viagem chegou ao fim
De tão desgadelhada e amassada, muito gargalhei
Afinal, a Vida acabava de me dizer que
Rejeição, Desprezo, Indiferença e Silêncio
eram simples palavras
mas que a minha felicidade, era uma jóia rara
a ser exibida e cobiçada.
E eu
senti-me mesmo feliz e animada!

Helena Santos

Foto net






 ESTE MEU CORAÇÃO

O Sol brilha lá fora
E eu com um aperto no peito
O amor não veio do meu jeito
E um nó na garganta me devora
Mas respeito
E ele continuará a bater
Sempre e só por ti, meu amor
O meu Coração melado
Que a ti está acorrentado
E não quer ser libertado
Por estar apaixonado…

Helena Santos

Foto net





 SILÊNCIOS QUE FALAM

Pedi respostas
Recebi silêncios
Como gratidão
Guardei-os no coração

Helena Santos

Foto net




 JOGO

Entrei no jogo do amor
E acabei perdendo
Também
O jogo da vida

Helena Santos

Foto net





Quando esculpi
O teu corpo
Regozijaste-te
Quando tentei
Tocar a tua alma
Rejeitaste-me

Helena Santos

Foto net






SORRISOS

De sorrisos sou eu feita
Para a vida vos alegrar
Todos os amigos são importantes
E eu gosto de vos mimar

Helena Santos

Foto net

Sem comentários:

Enviar um comentário