quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Encontro

Finos pedaços de luz
Em pranto atravessam…
À audácia iluminam
Ao consentido beijo que seduz

Na oculta caverna…
Uma imensa treva e cegos de paixão
Em largos rasgos de carinho
Numa equilibrada união

Uma ternura sentida nos lábios
Na fria e extensa solidão…
Salta a rubra cor do coração…
Em escaldantes meigos sentidos

Vividos na nua transparência
Em carícias doces e suaves
Tido em momento de apetência
Cintila nas arrojadas estrelas …

Querido encontro acontecido
Visto pelo simples olhar
De um efémero amar
entorpecido…

Elisabete Bernardo
 

Sem comentários:

Enviar um comentário