domingo, 25 de novembro de 2012

que bata o bastão
três vezes
se abra a boca de cena
gil vicente
entrará
em forma de arlequim
mascara fria cujos sorrisos
se amordaçaram
esconde um face carregada
de vicissitudes
de palcos passados
de gargalhadas
perdidas
em noites esquecidas
de salas vazias
tempestades presentes
onde a chuva batia
em janelas de vidros
quebrados
por onde saíam palavras
que na incerteza se perdiam
em troca de palmas
não dadas
fosse o tempo de fartura
e as aclamações ficariam
para sempre guardadas

jorge morais

Sem comentários:

Enviar um comentário