quarta-feira, 31 de outubro de 2012

BRUXINHAS À SOLTA

Dizem que é casa assombrada
mas é a minha morada
e é nela que eu quero ficar!


Chamam-me de bruxa enfadada
por não ter medo a nada
e porque brinco com cruzes!

Mas!

Eu só sou encantada
e só faço feitiços para ter dias felizes…!

Só tenho um segredo…

e meio o conto…
sou filha de Megaira,
a deusa que pune a traição ao amor!

E por isso não desejo em nada

ter que a ela recorrer
ou para alguém ver morrer!
Por isso, está tudo dito…!

E hoje!


É noite de lua cheia!

Bailo o baile de bruxas ao vento
Porque é chegado o momento
da mandrágora buscar!

Soltam-se fantasmas à sorte!

hoje se riem da morte
porque parecem felizes!

É só vê-los bailar…!


Para fazer minha poção de Amortentia

água de pétalas de rosa,
três de meus cabelos,
canela.
Uma vela

E pronto!

Zás... Prás...Tás!

Agora é só ter paciência…!

E esperar...!


Maria Morais de Sa
 

Sem comentários:

Enviar um comentário