domingo, 2 de setembro de 2012

se eu tivesse asas
podia ser um pato selvagem
e voava
uma longa viagem
num V perfeito
num rumo sem defeito...

se eu tivesse asas
podia ser uma libélula
de asas de tule
como uma bailarina
usando gaforina
num palco de menina...

se eu tivesse asas
podia ser um anjo
ou um gavião
mas voava sempre
ao sabor do coração...

Rosa Ralo

Sem comentários:

Enviar um comentário