quinta-feira, 26 de julho de 2012

FIO VITAL


De entre todos os gritos de pássaro
havia um que o não era;

de entre todas as cartas
havia uma fechada;

de entre todos os canaviais
havia um caule que não vergava;

de entre todas as lágrimas
havia uma que não corria;

de entre todos os semáforos
havia um peão que não avançava.

(...)

De gritar a plenos pulmões, voo.

Da plena escrita, temo.

De erecta cerviz, caio.

De reservado choro, inundo.

Da ordem computacional, hesito.

(...)

Não obstante,
oro
escuto
amo
sopro
leio
folgo
esqueço
padeço
recebo
rejubilo.

Dormirei um dia
enriquecido
pelo óbolo
imaterial
iterado.


José Brites Marques Inácio 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário