segunda-feira, 30 de julho de 2012

É de vento feito o meu silêncio
sentado na noite à espera do tempo
é de lua feito o meu beijo
à espera do teu desejo
é de solidão feita a minha caravela
que parte sem destino, mesmo sem vela
É de mar feito o meu amar
que nos teus lábios
eu quero estar

José Guerra
 

Sem comentários:

Enviar um comentário