quarta-feira, 25 de julho de 2012

A LIBERDADE E EU

Liberdade minha
Meu terno amanhecer
Plenitude intima
No meu alvorecer
Penetras o meu ser
Levada de subtileza
Na firme certeza
Do meu aceitar
Aninhas-te em mim
No anoitecer e ao acordar
Devoras meu tempo
Dominas o meu querer
Conduzes o meu caminho
Respeitando o meu viver
És senhora do meu divagar
Dos momentos de ontem
Das horas de hoje
Da incógnita do futuro
Porque te dou guarida
Ès minha companhia
Liberdade amada
Manipuladora consentida....

Graça Basilio
 

Sem comentários:

Enviar um comentário