terça-feira, 10 de março de 2015

E O OUTRO?

Todos os dias
Oiço histórias mirabolantes
Leio episódios impressionantes
E acho preocupante
Os humanos destroem-se
À velocidade da luz
Quase ninguém olha para o outro
Quase ninguém ajuda o outro
Quase todos falam do outro
Quase todos se juntam contra o outro
Quase todos julgam o outro
E quase ninguém quer saber
Se o outro precisa de ajuda
Se o outro tem algo a dizer
Se o outro está inocente
Se o outro tem direito a se defender
Quase ninguém se importa,
A menos que ganhe algo em troca
A culpa?
É do nosso espelho
Que só nos mostra a beleza exterior
Não permitindo que vejamos o íntimo
Porque a aparência
Passou a ser mais importante
Do que a decência
E o que nós precisamos
É resgatar o conteúdo, ou seja,
O respeito pelo outro
E quem sabe até, em primeiro lugar
O respeito por nós mesmos.


Helena Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário