quarta-feira, 19 de novembro de 2014

SE POR UM ACASO!

Se por um acaso me escutasses
Eu dir-te-ia que
Há sempre alguém ou um dia
Que fica esculpido na nossa memória, eternamente

Se por um acaso me escutasses
Eu dir-te-ia que
O amor é TUDO
O desamor é triste
E enquanto há vida
Não se desiste
Se por um acaso me escutasses
Eu dir-te-ia que
Eu erro, tu erras, nós erramos
Eu perdoo, tu devias, nós somos humanos
Se por um acaso me escutasses
Eu dir-te-ia que
Só estende a mão, quem é do bem
Que a gratidão existe
E a injustiça também
Se por um acaso me escutasses
Eu dir-te-ia que
A vida apaga-se com um sopro
E que perder tempo
A querer ser dono do mundo e da verdade
Não passa de uma enorme imbecilidade
Se por um acaso me escutasses
Eu dir-te-ia que
O que dizemos nem sempre é de ouro
O que ouvimos, tantas vezes é um engodo
E nem tudo o que fazemos, nos serve de consolo
Por isso…
Se por um acaso me escutasses
Eu dir-te-ia que
A vida dá-nos uma nova chance a cada dia
Para sermos melhores connosco e com os outros
E que não a devíamos desperdiçar
Mas sim agradecer e saborear.

Helena Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário