sexta-feira, 24 de outubro de 2014

FELICIDADE

Vesti-me de papoila
Para agradar o meu amor
Perfumei-me de amor-perfeito
Porque para ele
Sempre fui uma flor
Transportei-me no bico de um Colibri
E de surpresa, apareci
Tão feliz ele ficou
Que os olhos mel, brilhantes
Pareciam duas estrelas, cintilantes
O meu coração
Quase não aguentou
Tal foi a emoção
Então percebi,
Que o que precisava
Estava mesmo ali
Não era uma visão
E decidi
Que desse amor
Não abriria mão
Amar….nunca é em vão!


Helena Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário