sexta-feira, 26 de outubro de 2012


gastastes tanto
as palavras
que nada tens
para me dizer
nem um olá esquecido
ficou dentro da gaveta
do pensamento
nem um beijo
criado com defeito
restou para colares
nos meus lábios
através dos teus
nem um simples olhar
queres gastar
nem um sorriso
me queres dar
crucificas-me a alma
presenteando-me
com o teu silêncio
absurdo
enquanto procuro razões
para tanta inquietude

jorge morais
 

Sem comentários:

Enviar um comentário