quarta-feira, 15 de agosto de 2012

CARTA DE AMOR

Esses meus versos, amor,
São apenas p'ra dizer

Que se sua pretensão
Era me fazer sofrer
Meu sofrimento é intenso
Dói muito meu padecer...

Na solidão do jardim

O vento trás seu perfume
Uma flor em pleno viço
Sua beleza resume
de tudo aquilo que vejo
Eu da flor sinto ciúme.

Depois de muito chorar

Faço do chão o meu leito
ao terminar essa carta
Escrita com emoção
Usei da tinta das lagrimas
Mas aprendi a lição...

Chega de tanto sofrer,

Só quero quem saiba amar...
E há bem melhor que você,
basta olhar, somente olhar...
Nenhum beijo vou deixar...
Até nunca...,vai andar...

De Irá Rodrigues
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário