domingo, 8 de julho de 2012

SINTO-ME POEMA

Poesia é a minha energia
Que brota de mim
Como uma nascente
No bosque selvagem
Como rio em viagem
Desbravando caminhos
Sem medo dos espinhos
Sinto-me poema...
Quando a noite me faz companhia
Entre sonhos acordada
Sorrisos tímidos e carentes
Amores dormentes
Outrora vividos
Intensamente sentidos
Hoje em mim presentes
Sinto-me poema...
Porque me sinto tudo e nada
Uma sonhadora persistente
Uma alma sofrida
Num coração quente
Adornado de poesia
Num misto de tristeza e alegria
EU SOU UM POEMA...

Graça Basílio




Sem comentários:

Enviar um comentário