quarta-feira, 25 de julho de 2012

Mãos de paixão

dos dedos das minhas mãos
escorrem todas as palavras
que os teus olhos me sorriem
e o teu coração sopra ao meu

aprendi a ler tudo o que
não escreves, todas as palavras
de amor que calas em ti

aprendi a escrever
o toque das minhas mãos
na saudade das tuas
entrelaçadas as mãos...
de paixão

pelos dedos das minhas mãos
passam todas as palavras
as minhas... as tuas... as nossas
e... lentamente... a folha em branco
arrepia-se enquanto eu escrevo
letra a letra... decidido... claro...
firme como te amo como tu me amas...
e abondono a caneta...
para te pegar na mão e
voltar a escrever que te amo...
já não com tinta....
mas com a minha mão na tua
as palavras do coração

adormecemos de mãos dadas
num sentimento sem nome
etéreo... de infinito momento
de mãos unidas em pele desse
amor que é só nosso...

Paulo Lemos
 

Sem comentários:

Enviar um comentário