quinta-feira, 5 de julho de 2012

Criança

És a doce lembrança

De um mundo de esperança

Ainda por fazer

Basta o teu querer

Para o melhor acontecer

Aprendes no teu brincar

As palavras a cantar

Os números a dançar

Com um pau de giz

Escreves o que a alma diz

E assim és feliz

Quando vês um papel

Fazes dos dedos, pincel

Inventando um carrossel

Vejo-te brincar ao pião

Segurando o teu balão

Dando asas à imaginação

Adoro ver-te sempre sorrir

Tens a beleza do Sol a luzir

O fascínio da Lua a dormir

E é esse teu ar inocente

Que me faz ir em frente

Tu, criança, és o meu presente!


 Cristina Russo


Sem comentários:

Enviar um comentário